Labomar recebe comitiva da Prefeitura de Beberibe visando a futuros convênios

7 de abril de 2017

Pedido de apoio para atividades de educação ambiental e capacitação nas áreas de navegação e técnicas pesqueiras foi o foco do encontro entre a comitiva da Prefeitura de Beberibe (CE), a diretora do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) da Universidade Federal do Ceará, Profª Ozilea Bezerra Menezes, e a vice-diretora do Instituto, Profª Lidriana de Souza Pinheiro, ocorrido quarta-feira (5) na sede daquele Instituto.

Na reunião, o secretário de Educação de Beberibe, Diogo Freire, e o coordenador técnico de projetos da secretaria, Hamilton Gomes, apresentaram propostas visando ao possível convênio entre a UFC, através do Labomar, e aquela prefeitura do litoral leste do Estado.

De início, o secretário de Educação de Beberibe e o coordenador técnico de Projetos da secretaria manifestaram a intenção de transformar o barco do Programa Caminho da Escola, do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE) e que fazia a travessia de alunos no Rio Piranji, em sala de aula flutuante, para atividades de educação ambiental. Para viabilizar a ideia, solicitaram apoio técnico e educacional do Labomar.

De acordo com o secretário, com o período de estiagem no Ceará, o rio baixou de volume, deixando o barco sem uso desde 2014. Com capacidade para 20 pessoas, motor de 60 hp e autonomia de 200 milhas, o barco conta com equipamentos náuticos (sonda, GPS, motor) em perfeito estado e, no momento, passa por revisão, podendo entrar logo em operação, segundo o coordenador técnico.

Os dois gestores também solicitaram a possibilidade de engajar estudantes de Beberibe que cursam graduação em Oceanografia no Labomar em ações (aulas, palestras) com alunos do ensino fundamental e médio, do Curso de Técnico de Pesca e do programa de Ensino de Jovens e Adultos direcionado a pescadores (EJA-Pescador) daquele município. A Profª Ozilea considera que, sendo realizado o convênio, além desses universitários, os alunos do Curso de Ciências Ambientais também podem participar das ações.

Outro pedido apresentado pelos gestores de Beberibe foi a possibilidade de acesso tanto de alunos do Curso de Técnico de Pesca como de pescadores do município, ao Argo Equatorial, o novo barco-escola do Labomar. A proposta é dar, a esse público, a oportunidade de capacitação nas áreas de navegação e técnicas de pesca, utilizando a embarcação, construída em 2015, que deverá ser batizada ainda neste semestre.

Veja mais imagens da reunião no Flickr da UFC

 

PARCERIAS – Na reunião, a Profª Ozilea fez uma apresentação do leque de atividades desenvolvidas pelo Instituto nos setores de ensino, pesquisa e extensão. Ressaltou que o Labomar mantém no Eusébio o Centro de Estudos em Aquicultura Costeira (CEAC), onde são realizadas pesquisas envolvendo a fauna e flora estuarina, além de ser um polo de atividades de extensão na área da educação ambiental. O local é muito visitado por comitivas de escolas.

Ao final do encontro, a diretora explicou que, para viabilizar um futuro convênio com a Prefeitura de Beberibe, os gestores devem encaminhar formalmente as propostas para que sejam avaliadas pelo Labomar junto com a Administração Superior da UFC.

Da comitiva da Prefeitura de Beberibe, participaram ainda a secretária de Ciência, Tecnologia e Empreendedorismo, Terezinha Gomes, a secretária de Administração, Liliane Cunha, diretores e assessores.

Após a reunião na sede do Labomar, a comitiva visitou o Argo Equatorial, novo barco-escola do Labomar, no Mucuripe, e o CEAC.

Fonte: Profª Ozilea Bezerra Menezes, diretora do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) – fone: 85 3366 7000

Noticia Original: Portal UFC